terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Técnica Molinete para mechas












Uma nova moda esta rodando as páginas das redes sociais por ai, um novo modo de fazer luzes que a gente não consegue entender muito bem e, os vídeos que existem no youtube, não são claros ou são de meninas que mais fazem caras e bocas do que realmente explicam o novo modo de fazer as mechas.
Bom, como todos já sabem que amo cuidar de cabelo, fui chamar uma amiga, a Dani, uma das minhas cobaias amigas que, sempre entregam seus cabelos pra mim sem pestanejar. Então eu, super empolgada e ela, maluca pra fazer novas luzes, fomos lá, rumo ao desconhecido, com a cara e a coragem, bem mais car que coragem mas enfim, vejam como foi.
Primeiro, o cabelo dela estava super fragilizado pois, vivemos fazendo testes neles, então, fui separar produtos de excelência para que, a integridade dos fios fosse mantida. Como vendo produtos para salões, resolvi testar o PDA e a OX da SPA Cosmétics, uma das linhas que trabalho.
A Dani decidiu qual seria a qual da parte escura já que, essa técnica basicamente consiste em uma parte clara, outra escura. O tom escuro escolhido foi o 7.0 e na parte clara, aplicamos então o PDA, pó mágico com OX de 30 volumes, da SPA. Para matizar, decidimos usar também OX de 30 volumes com a tintura 12.11.
Separei o cabelo desde a base, até a parte de baixo da cabeça, em triângulos finos, para dar mais efeito nas misturas depois do cabelo pronto.  A cabeça foi dividida em 8 partes mas, acredito que o ideal seria ter dividido a parte da frete, da franja até o topo, numa parte mais grossa e a partir daí, dividir as laterais e a parte de trás em partes em número par para que não ficassem duas partes da mesma cor juntas.
Fui aplicando primeiro o descolorante parte sim, parte não, até o final, e voltei aplicando a tintura nas partes onde não apliquei o descolorante.
Respeitei o tempo do descolorante para não agredir o fio, e felizmente, uma única aplicação foi suficiente para descolorir a quantidade necessária para atingir o fundo de clareamento ideal para matizar com 12.11.
Lavei, passei um xampu reconstrutor SOS, apliquei um neutralizante à base de peróxido de hidrogênio, que já expliquei aqui, apliquei a tinta para matizar, aguardei bem pouco tempo para não deixar verde. Enxaguei e apliquei uma máscara selante e depois uma máscara hidratante da mesma linha SOS e finalizei o cabelo com prancha.
 
 
Mas ainda assim, acho que valeu. foi bastante interessante e trabalhoso, por mais simples que pareça ter sido, não foi tanto porque temos que tomar muito cuidado para não manchar as partes diferentes e mais, se a descoloração não for aplicada tão rente à raiz como ela prefere, o resultado seria demais!
Enfim, eu gostei muito da experiência e tem vídeo pra vocês, não na íntegra pois, o tempo de espera não permite mas, espero que gostem.

Para comprar o PDA e OX usados nesse processo, clique aqui