sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Piolho?! Meus filhos não!!!

Piolho? Meus filhos não!
Xô piolho!!!

Como tratar e evitar o problema 
Existem várias formas de tratamento para o piolho. Se você pesquisar, ficará surpresa com as inúmeras dicas. E algumas delas são pura bobagem! As mais clássicas envolvem o uso de vinagre e sal, mas não são mágicas, e tanto o vinagre como o sal podem irritar mais ainda uma cabecinha já irritada.

O que fazer:

Primeiro passo: Certifique-se que de fato é uma infestação de piolhos pois, muitas pessoas ficam apavoradas, fazem um diagnóstico errado e tratam a toa sua cabeça ou a das crianças. Cuidado para não confundir com caspa.

Segundo passo: Veja se não são possíveis algumas medidas básicas e de enorme eficiência como pentear com pente-fino e o uso de secador de cabelos.

Terceiro passo: Paciência e dedicação. Os piolhos estão vencendo porque são mais pacientes e perseverantes do que muitas mães.

Abaixo as formas mais aceitas atualmente:

Produtos inseticidas de farmácia

Lave o cabelo da criança com xampu, ou passe o creme ou loção receitados pelo pediatra. Cada uma tem um jeito de ser usado, por isso leia a bula e siga as instruções com cuidado. Esses produtos têm um inseticida tóxico na fórmula, mas não costumam matar os ovos (lendêas, essas devem ser totalmente retiradas), só matam os piolhos! O problema é: os piolhos podem estar resistentes ao inseticida da fórmula do produto. Assim, se você seguiu corretamente todas as recomendações, e não teve sucesso, mude de tática. Não adianta insistir com esse produto ou  fazer  repetidos  tratamentos.

Existem nas farmácias, medicamentos de uso oral, que a criança ingere em uma única ou mais de uma dose, durante um determinado período, que vai variar de acordo com o peso e estado de infestação pelos parasitas. Tudo recomendado pelo pediatra!

Sufocando de forma caseira

Lave o cabelo com xampu e aplique em seguida bastante condicionador (pode usar alternativamente apenas sabonete neutro, fazendo bastante espuma ou óleo ou azeite de oliva e abafar, usando uma touca plástica. Manter a touca por pelo menos umas 2 horas.

Uma medida melhor, é tratar os cabelos e dormir com a touca de banho. No dia seguinte: lavar, pentear com pente comum, pentear com o pente fino, secar e inspecionar. Esse tratamento vai sufocar os piolhos. O creme, o óleo ou o sabonete vai tampar as aberturas respiratórias, e sem respirar, os piolhos vão morrer mas, nem sempre vão despregar.

O condicionador e o óleo facilitam a retirada das lêndeas que estão aderidas aos fios de cabelo.

* Esse tratamento tanto quanto o outro, de farmácia não costuma matar os ovos, portanto o tratamento e o pente fino devem ser repetidos a cada 2 ou 3 dias, durante uns 10 dias. Mesmo se você achar que já acabou com a infestação, deve continuar examinando os cabelos uma vez por semana, removendo as lêndeas.

* Lembre-se: ao eliminar os piolhinhos retirados da cabeça, não os jogue em qualquer lugar. Jogue no vaso sanitário.

* Ferva ou enxágüe com água quente a roupa de cama de quem estiver com a infestação, e depois passe tudo com ferro bem quente.

* Limpe bem as escovas e pentes usados para retirar os piolhos, e deixe-os separados das demais pessoas da casa.

* Nunca use produtos que não sejam de farmácia. Alguns criminosos vendem por aí ‘misturinhas’ de inseticidas agrícolas com xampu. Isso é veneno!

Não afaste sua criança da creche ou da escola. Trate o quanto antes e informe a escola e as mães dos colegas.